Dezembro 12, 2017
Slider

CUT defende aumento real para todas as aposentadorias e quer negociação

A Central Única dos Trabalhadores defende que é necessário que todas as aposentadorias, incluindo aquelas superiores ao salário mínimo, tenham reajuste acima da inflação, como forma de recuperar seu desgastado poder de compra.

“Reivindicamos que o veto da presidenta Dilma ao artigo da LDO que previa aumento real para as aposentadorias em 2012 não seja impeditivo a um processo de negociação que encontre uma forma de valorizá-las”, afirma o secretário-geral da CUT, Quintino Severo.

Há uma proposta de mudança nas aposentadorias à espera de votação no Congresso Nacional. Esse projeto, que a CUT ajudou a elaborar, prevê que as aposentadorias acima do mínimo passem a ser reajustadas todo o ano com base na soma da inflação mais um percentual de crescimento do PIB.

Além dessa nova fórmula de reajuste, a CUT defende a criação de uma política permanente de valorização do idoso, que garanta acesso amplo a medicamentos, transporte, saúde e lazer.