Dezembro 12, 2017
Slider

Contraf-CUT sedia 88ª reunião do Conselho de Enlace da Uni Brasil

A Contraf-CUT sediou, na manhã desta sexta-feira (1), a 88ª reunião do Conselho de Enlace da Uni Brasil. O conselho reúne todos os sindicatos que são afiliados da Uni no Brasil, independente da central sindical a que pertencem e do setor que representam.

Para Roberto von der Osten, presidente da Contraf-CUT, a preocupação com as questões internacionais faz parte da nossa construção e do nosso ramo e é profundamente marcado pelas questões dos bancos internacionais, por esse capitalismo financeiro internacional, que derruba a produção industrial do mundo e se apropria de tudo. “A Contraf-CUT faz parte da UNI América Finanças e apostamos muito nessa organização. Esse é o momento da UNI. Se as pessoas achavam que essa unidade internacional era necessária ideologicamente, agora ela é questão de sobrevivência. O mundo agora tem uma outra maneira de enxergar o mundo do trabalho, com uma retomada neoliberal extremamente concentradora, que rasgou todos os acordos internacionais que moderavam questões do desenvolvimento, da distribuição de renda, do controle de fluxo de capitais.”

O presidente da Contraf-CUT lembra que o Enlace sempre foi considerado um espaço de reflexão extremamente importante. “Nós transversalizamos as várias centrais sindicais e os vários ramos, na perspectiva dos grandes debates que acontecem no Brasil e no mundo.”

Por ser a última reunião do ano, a pauta principal foi a avaliação atividades de 2017. Os participantes também debateram propostas para o próximo Congresso da Uni Mundial, que será realizando em Liverpol, na Inglaterra, entre 17 a 20 de junho. O Congresso está estrutura em 4 eixos principais: Plano de estratégico Rompendo Barreiras – 2018/2022; Sindicatos para uma economia mundial sustentável; Trabalhar para um mundo de paz, democracia e direitos Humanos; e Sindicatos e o futuro mundo do trabalho.

Na reunião ainda foram eleitos o coordenador do Conselho, Joaquim de Oliveira, da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Industria Gráfica (Conatig), e o secretário de Atas, Edson Bertoldo, do Sindicato dos Comerciários de Osasco.

A próxima reunião foi marcada para o dia 8 de fevereiro. “Na ocasião, iremos definir os planos de lutas e ação para 2018, ano em que esperamos muitas dificuldades, por ser um ano eleitoral e o primeiro de negociações coletivas após a aprovação da reforma trabalhista, aprovada pelo governo golpista”, explicou Mario Raia, secretário de Relações Internacionais da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT